Início Blogs 2 Escrevinhador Um sorriso para Fidel Castro, líder da independência na América Latina

Um sorriso para Fidel Castro, líder da independência na América Latina

por Rodrigo Vianna

A hora de Fidel Castro chegou. A hora de entrar para a História.

Hum… Essas duas frases fariam sentido se fosse ele um líder político comum. Mas não! Fidel Castro não precisou sair da vida pra entrar na História. Ele já a havia escrito: com os fuzis e a caneta. Com balas e palavras.

Ninguém teve tanta influência na América Latina do pós-Segunda Guerra. Tudo o que se fez, pela esquerda ou pela direita em nosso continente, ao longo de quase 60 anos, foi para apoiar ou derrotar o exemplo de Fidel.

As ditaduras militares, a propaganda anticomunista: eram ferramentas para deixar claro que outras cubas não seriam toleradas por aqui.

As guerrilhas de esquerda, a resistência de trabalhadores e estudantes: eram as ferramentas para deixar claro que (pelas armas ou pelo voto) uma parte deste continente seguia a linha de Fidel.

Qual a linha?

Ninguém pense

Continue lendo no Escrevinhador.