Áudio não vazou por acaso: Temer corre riscos porque sabe que no plenário não tem votos para dar o golpe

As contas mais realistas hoje são as seguintes: no plenário, a oposição tem cerca de 320 votos pelo impeachment; e o governo conta com 180 votos para barrar o golpe. Hoje, a oposição não tem votos suficientes para vencer. Se tivesse, Temer não arriscaria tanto – a ponto de passar para a história como um conspirador assumido. Na comissão, o golpe teve 38 votos (o equivalente a 58%, bem abaixo dos 67% que serão necessários em plenário no dia 17).

por Rodrigo Vianna

A mim parece evidente que o vazamento do áudio de Temer não foi acidental (clique aqui para saber mais). Aliás, isso pouca importa. O que interessa é saber se a manobra vai ajudar o peemedebista a dar o golpe, ou se vai atrapalhar.

Lembremos que a “carta chorosa” de Temer há alguns meses também foi vazada “por acaso”. Na verdade, era estratégia de comunicação, que depois se revelou desastrada.

Continue lendo no Escrevinhador.